Apple lança navegador baseado em Software Livre

Apple lança navegador baseado em Software Livre

Durante a apresentação de abertura da MacWorld San Francisco 2003, Steve Jobs apresenta o Safari, navegador baseado em Software Livre.

Por: rigues@revistadolinux.com.br

Visto como uma surpresa por muitos, e como um claro desafio à Microsoft por outros, o novo navegador da Apple, denominado Safari, foi lançado por Steve Jobs, CEO da empresa, durante sua apresentação de abertura da MacWorld Expo San Francisco 2003, no Moscone Center, em San Francisco, EUA.

Safari, anunciado pela Apple como sendo três vezes mais rápido que o Internet Explorer no carregamento de páginas, e duas vezes mais rápido na execução de código JavaScript, é baseado no KHTML, engine HTML do projeto KDE, que também é a base do popular navegador Konqueror. Esta revelação pegou de surpresa os poucos que acreditavam nos rumores de um browser da Apple, que esperavam algo baseado no engine Gecko, do projeto Mozilla, como o Chimera (cujo desenvolvedor-chefe, alias, é funcionário da Apple)

Entre as características do KHTML que atraíram a atenção da Apple, estão a já mencionada velocidade, compatibilidade com os vários padrões atualmente em vigor na Internet (HTML 4, CSS 1, CSS 3, JavaScript, DOM 1, DOM 2, DOM 3, suporte a applets Java e SSL, suporte à escrita bidirecional, etc…), uma ativa comunidade de desenvolvedores, capaz de responder rapidamente à mudanças no volátil mundo da Internet, com a adição de suporte a novos padrões, recursos ou correção de bugs, e seu tamanho, que permitiu a construção de um browser funcional em apenas 7 Megabytes de espaço em disco, contra mais de 23 Megabytes do Internet Explorer, atualmente o browser mais popular no Mac.

O software, que requer o Mac OS X 10.2 ou superior (OS X 10.2.3 recomendado) para ser executado, já está disponível para download, em versão beta (1.0 Build 48), no site da Apple. Testes preliminares comprovam que o software é realmente mais rápido que as ofertas da concorrência, como o já mencionado Internet Explorer 5.2, Chimera, Mozilla e Netscape 6. Esta notícia, alias, está sendo postada com o Safari.

A Apple se comprometeu publicamente a devolver todas as modificações feitas ao KHTML para uso no Safari de volta à comunidade de desenvolvedores, o que reforça sua política de boa vizinhança com o mundo do Software Livre.

A empresa também lançou, embora sem destaque durante a apresentação de Steve Jobs, sua própria implementação de um servidor X11, o que deve facilitar a vida de usuários que queiram executar aplicativos Unix no Mac OS X. O software conta com aceleração de hardware e um Window Manager próprio, com os mesmos recursos oferecidos a qualquer aplicativo Quartz/Aqua nativo, incluindo sombras e transparências. O software, também em versão Beta, pode ser baixado em sua página oficial no site da Apple.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s